A noção de "capital social" é uma forma de resposta a um dos mais decisivos mitos fundadores da civilização moderna, o de que a sociedade é um conjunto de indivíduos independentes, cada um agindo para alcançar objectivos a que chegam independentemente uns dos outros.

Na sua estratégia, a miB integra uma noção de capital social que pressupõe que os indivíduos não agem independentemente, que os seus objectivos não são estabelecidos de maneira isolada e que o seu comportamento nem sempre é estritamente egoísta. Assim, assume-se que os vínculos sociais devem ser encarados como recursos, como ativos de capital, que os indivíduos e as organizações podem e devem explorar. O capital social é, neste sentido, produtivo, já que ele torna possível que se alcancem objectivos que de outra forma nunca se alcançariam.

 

 

 

capital social!